Aceleração

Extra, extra, extra: divulgadas as duas primeiras aceleradas da ShiftT

16/12/2021

4 minutos de leitura

346 visualizações

inova

Compartilhe:

É bem verdade que em dezembro, nesse clima natalino, a gente acaba ficando mais nostálgico, não é mesmo? E quando eu estava aqui escrevendo pra vocês e pensando como eu chamaria esse post, lembrei dos antigos jornaleiros anunciando em voz alta pelas ruas, as manchetes do dia: extra, extra, extra…

Bom, os anos passaram e a forma de anunciar uma grande novidade mudou e eu vim aqui contar em primeira mão quais são, as startups que já passaram para o meu processo de aceleração. 

No post anterior, eu falei um pouquinho sobre como foi a fase de pré-aceleração e a importância dela nessa jornada. Também ressaltei o quanto o papel das pessoas foi fundamental para construir uma proposta de valor vencedora. E foi aí que percebi que não ia conseguir esperar até 2022 para contar quem são as minhas primeiras aceleradas.  

Das oito startups aprovadas no pitch day, duas já passaram por todo esse processo e construíram com a minha equipe e com a Tupy, um escopo com prazos e indicadores bem definidos para que juntos possamos encontrar as respostas dos nossos desafios. 

Mas vamos ao que interessa, as duas primeiras aceleradas são: Hedro e Pix Force

Sensor H1.2
Coletor de dados

A Hedro é uma startup mineira e encaixou perfeitamente com o perfil de digital e indústria 4.0 que estávamos buscando. A equipe da Hedro é especialista não só em desenvolvimento de tecnologias emergentes (hardware, firmware e software), mas também na integração dessas tecnologias, instrumentando todo ambiente industrial, trazendo o foco para a manutenção preditiva e aumento da disponibilidade das máquinas. E olha que legal: os sensores da Hedro são super pequenos e sem fio. Assim, o time de Manutenção consegue instalar rápido e configurar remotamente, sem afetar a operação. Não é genial? 

HEDRO SISTEMAS INTELIGENTE

Conheça mais sobre a Hedro: https://www.hedro.com.br/

E a gaúcha, Pix Force tem como core a visão computacional aliada ao desenvolvimento de algoritmos capazes de processar tudo que o olho humano consegue ver. Tudo mesmo! Vocês conseguem dimensionar o quanto isso poderia ajudar em vários de nossos processos dentro da Tupy?

Na prova de conceito, vamos começar utilizando essa tecnologia no nosso parque fabril, com um piloto rodando no processo de inspeção da matéria prima.

Em outras palavras, eu posso te afirmar que essas tecnologias facilmente são escaláveis para diferentes ambientes industriais, por exemplo na contagem de cargas, inventário de peças, inspeções de qualidade. monitoramento de produção e muitas outras.

Inspeção de torres de transmissão de energia

PIX FORCE

Conheça mais sobre a Pix: https://pixforce.com.br/

Aliás, falando de prova de conceito, você sabe da importância de delimitar um escopo pequeno e com condições que nos permitam ter respostas de forma rápida e meios de corrigir uma rota, em caso de algum erro? Pois é, meu time não abriu mão dessa premissa na hora de construir o escopo. 

E aí,  gostaram da novidade? Querem saber quais serão as próximas aceleradas?  

Enquanto isso, eu vou ter uma pequena pausa, mas prometo voltar em 2022 cheia de novidades! 

Antes de me despedir, quero reforçar a minha #gratidão por esse ano incrível de muitas construções, colaboração e engajamento. Desejo Feliz Natal e um maravilhoso 2022, conectado, inovador e sustentável! 

Até! 

inova

Compartilhe: